Porquê confiar na qualidade dos nossos óleos essenciais?

Agricultura Biológica

Não utilizamos produtos químicos (adubos ou insecticidas) e utilizamos técnicas de agricultura adaptadas ao modo de produção biológico.

Permacultura

Favorecemos as condições para que a planta possa evoluir no seu habitat natural facilitando a sua multiplicação e recriando uma flora aromática espontânea.

Produção Local

Não compramos, nem importamos. Toda a mais-valia do nosso trabalho tem origem na flora espontânea e na mão-de-obra local.

Aproveitamento da flora espontânea

A planta é colhida manualmente no seu habitat natural na época certa do ano. Este modo de trabalho permite obter um óleo essencial de qualidade, em termos de propriedades aromáticas e medicinais, uma vez que nem o solo nem a planta foram tratados artificialmente através da mobilização, rega ou adubação artificiais.

Multiplicação e repovoamento

A destilação de plantas aromáticas, para obtenção dos seus óleos essenciais, requer uma enorme quantidade de plantas, sendo necessárias toneladas de plantas para produzir apenas alguns litros de óleo essencial. Em muitos casos, esta abundância já não existe no estado natural devido às práticas agrícolas modernas, ao processo de desertificação e de desflorestação.

O padrão genético da planta é recolhido no seu habitat natural através de semente ou estaca. As plantas são produzidas em viveiro e passam depois para estufas de enraizamento. No tempo oportuno, são reintroduzidas no habitat de origem, tendo um pequeno apoio hídrico no primeiro verão. Depois crescem, e adaptam-se aos terrenos adensando áreas onde originalmente existiam de forma espontânea.

Destilação a vapor de água

Colhidas à mão com uma foice na própria exploração, as nossas plantas aromáticas são destiladas por arraste de vapor de água, num alambique moderno em aço inoxidável. Assim, e só assim, conseguimos garantir a origem e a qualidade dos nossos óleos essenciais.

Desta forma, preservam-se todos os seus aromas e princípios activos. Eles são ideais para serem utilizados em ambientadores e difusores, em aromaterapia, na elaboração de produtos de cosmética natural ou para as variadíssimas utilizações caseiras e tradicionais.

Apicultura

Mais recentemente iniciámos uma actividade apícola, complementar à actividade agrícola. As dezenas de milhares de plantas que já plantámos na exploração, para além de serem usadas na produção de óleos essenciais, proporcionam às abelhas uma considerável extensão de plantas melíferas, que lhes permite produzir um mel muito aromático, de excelente qualidade.